Fizemos um Curta

Antes que eu explique o vídeo e como/porque, te deixo ir ao que mais interessa. Ao vídeo:

Fizemos esse curta como um projeto da escola (atualmente estou no último ano) de artes, a ideia era fazer algum tipo de history telling e resolvemos fazer um curta. O Leo (que já escreveu vários textos pro site e faz comigo o Insira um Título Aqui) fez o roteiro do curta e eu dirigi, tanto que eu e ele só aparecemos rapidamente em uma cena.

Foi bem divertido de fazer e o resultado ficou exatamente como queríamos, e quando apresentamos cada pessoa teve sua interpretação do curta, o que pra mim, foi um momento mágico, que transcende o roteiro original e coloca novas perspectivas que mesmo nós que fizemos, acabamos não percebendo.

Agora me diga você o que achou do curta = )

[Insira Um Título Aqui] – Capítulo 10

A festa foi horrível, o Tomas não queria nada comigo.

Tá né, eu devia me acalmar. Tudo bem. Vou contar desde o inicio.

Eu tinha me arrumado toda pra festa, e estava muito ansiosa, sério, não parava de pensar nele. Quando minha mãe me deixou lá na casa de Gabriela, eu tava com minhas mãos molhadas. Logo quando eu entrei, a casa estava cheia de gente e foi bem difícil achar a Gabriela.

Ela estava na cozinha conversando com a mãe enquanto ela preparava lancinhos pros convidados. Cumprimentei as duas e fiquei conversando um pouco com a mãe de Gabriela. Ela queria saber sobre as coisas banais da vida se tava tudo bem e etc. Geralmente não me importo de ficar jogando conversa fora mas naquele dia eu queria sair logo dali e encontrar o Tomas que tava em algum lugar por perto.

Então quando a mãe dela falou que tinha que levar os lanches pros convidados, peguei a Gabriela pela mão e me pedi pra ela me levar até o Tomas.

Ele estava no quintal da casa conversando com uns meninos e eu fiquei parada por alguns segundos olhando ele. Quando eu cheguei perto e disse “Oi”, ele só respondeu de volta e voltou a conversar com os amigos. Eu perguntei se podíamos ir conversar em um lugar afastado, ele me perguntou porque. Eu pedi por favor e ele acabou indo.

Eu disse pra ele que não parava de pensar na gente e que gostava muito dele. Foi ai que o meu mundo desabou. Ele disse que não queria nada comigo, só queria dar um beijo e pronto, e que não gostava de mim e que não era pra eu falar com ele.

Eu não sabia o que fazer, fui embora chorando e só dormi quando as lagrimas acabaram

O Tempo

relogio1O tempo é a medida da vida, tudo que há, nele está.

Ele é o começo e o fim de tudo, ele é o começo e o fim de nós.

A única certeza de que temos é que o tempo é.

Mas o tempo, ooh o tempo, sim ele muda.

Ele nos muda, e muda ao nosso redor.

Ele muda quando estamos com a pessoa amada, parecendo infinito.

Nos muda quando passa.

Olhando para frente ele pode parecer eterno, olhando para trás ele parece que nada durou.

Ele nos faz sofrer pela espera, ele nos fortalece pela passagem, nos enfraquece pelo pouco que durou e mesmo assim, sendo tão contrário, nos recompensa nos infinitos pequenos momentos em que durou.

E mesmo que ele nos agrade ou mesmo que ele nos torture, o que de nós seria sem o tempo?

Desenhando com Copic Markers

11034207_824917700936331_8882874188230349822_n
Aqueles que acompanham o meu  canal do youtube já sabem que atualmente todos os desenhos que eu estou fazendo são com as canetas da Copic, ainda estou treinando usar elas, mas o resultado é impressionante, elas não são complicadas de usar e dão um efeito incrível!!!
Aqui estão alguns dos diversos desenhos que eu já fiz. O que vocês acharam? Deixem ai nos comentários!!

11054346_836396546455113_4942962546337248792_n

10991441_811420882286013_3416132061129438576_n                       10384463_814749185286516_4359899567605342445_n